sexta-feira, 10 de agosto de 2012

FOLCLORE DA REGIÃO SUL

O folclore são mitos e lendas passadas para as pessoas ao longo dos anos. Alguns ocorreram realmente, mas a maioria das histórias foi criada pelas pessoas para assustar ou para aplicar uma lição nos demais. Dividido entre lendas e mitos, as lendas são histórias que são contadas para diversas pessoas no boca a boca e mesclam ficção e fatos históricos. Já os mitos possuem características mais simbólicas, com o objetivo de explicar acontecimentos na natureza. As danças folclóricas e típicas da região sul são realizadas em atividades em grupo ou individualmente. No Paraná e em Santa Catarina, pode-se conferir a Balainha, que é feita com pares de dançarinos que utilizam um arco com flores. Outra dança bastante conhecida na região é o fandango, que possui muitos passos variados e que é acompanhada por instrumentos como a gaita e o violão. Em Santa Catarina, as mais comuns são a Dança do Vilão e a Boi de Mamão. No Rio Grande do Sul, as danças típicas receberam influências dos imigrantes e da proximidade com a fronteira do Brasil. As principais são o Vaneirão, a Chula, a Milonga e a Chimarrita. Um dos principais personagens do folclore brasileiro e da região sul é o saci. Surgiu entre tribos indígenas que ficavam na região sul do Brasil, por volta do século XVIII. No sul, ele é representado como um menino moreno e com rabo que apronta peripécias na floresta. Ele utiliza uma carapuça vermelha e tem apenas uma perna. Além disso, é representado fumando cachimbo e segundo a lenda, para capturá-lo, é necessário pegar a carapuça para escondê-la. Outra lenda da região é a do Boitatá, um monstro em formato de cobra. Segundo contam, ele se escondeu de um dilúvio em um buraco e por isso seus olhos ficaram maiores. Em algumas histórias, as pessoas acreditam que ele possui bolas de fogo no lugar onde ficam os olhos. Já em Santa Catarina, acreditam que ele coma os olhos dos animais que mata e por isso tenha essa visão flamejante. Durante o dia, ele fica cego e enxerga apenas a noite, quando sai para caçar. Seu nome, na linguagem indígena significa 'coisa de fogo'. O curupira é outro personagem difundido no folclore do sul. Ele é representado por um menino com cabelos esvoaçantes que possui os pés para trás. Ele é responsável por proteger a floresta e os animais. A lenda diz ainda que ele anda montado em um porco do mato e que possui a capacidade de iludir quem o caça. Os pés virados iludem o caçador que se perde na floresta ao tentar caçá-lo. Quem acredita na história evita caçar bichos às sextas-feiras com lua cheia, nos domingos e nos dias santos. Principais Festas da Região Sul -Oktoberfest: Essa festa acontece na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, e foi inspirada na festa homônima ocorrida em Munique na Alemanha. A primeira edição aconteceu em 1984 e a festa surgiu com o intuito de divulgar as tradições alemãs no estado. Conseguiram, pois a festa é a segunda alemã do mundo. O evento ocorre em outubro, com duração de 18 dias e recebe milhares de visitantes todos os anos. Acontecem apresentações musicais, danças e desfiles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário